Google+

22 de mai de 2016

Charly - Dias de Sangre

Nossos vizinhos hermanos também sabem fazer filmes... Trashs !


Infelizmente o cinema sul americano é pouco conhecido entre nós, talvez pela maioria blockbuster que vem dos Estados Unidos, talvez por causa do espanhol que não compensaria dublar ou legendar essas obras ou ainda, porque não é somente no Brasil que faz porcarias salvo algumas exceções. Também existe muito preconceito (como o meu ?).

Bem, temos alguns exemplos de bons filmes latinos como os argentinos ''Família Rodante'' que inspirou ''Pequena Miss Sunshine; ''Um Conto Chines'' de 2011, que ficou diversos meses em cartaz por aqui e ''O Segredo dos Seus Olhos'' vencedor de melhor filme estrangeiro no Oscar 2010. Esses dois últimos estrelado pelo Ricardo Darin.

No país fino e comprido (hummm boiola), Chile, tem um ótimo drama politico ''No'', inclusive indicado ao Oscar de filme estrangeiro em 2012; ''Sexo com Amor'', umas das maiores bilheterias da história do Chile e ''Gloria'' de 2013 com um excelente atuação de Paulina Garcia, multipremiada atriz chilena.

No Uruguai tem uma ótima comedia dramática, ''O Banheiro do Papa''; o terror de ''A Casa Muda'', que ganhou uma versão holywoodiana e ''Whisky'', eleito o melhor filme latino em comemoração dos 20 anos do Festival de Valdivia, no Chile

O começo de CHARLY é promissor !
No país de Pablo Escobar, ''Cronica do Fim do Mundo'' é um raro caso de filme colombiano a estreia nos cinemas brasileiros, ''Karen Chora no Ônibus'' e ''Contacorrente'', esses últimos dramas com histórias bem elaboradas e ótimas atuações.

Esses foram apenas pequenos exemplos de bons filmes que estão perto de nós que poucos tem conhecimento. De qualquer maneira, o FILMELIXO não é para esses filmes, e sim para os piores, quanto pior melhor, e CHARLY DIAS DE SANGRE é um filme digno para estar nessa porcaria de blog.

Mas o que é CHARLY ? Resumindo, apenas uma cópia barata dos já baratos slasher americanos, simples assim. Cópia trash de filmes trash. Nada mais para acrescentar. Lançado direto para o VHS, o filme começa bem até, um trio de gostosas e nuas (existe algum slasher sem mulher pelada ?), estão de boa se divertindo numa casa de campo, até que todas são brutalmente assassinadas. Logo depois a policia chega sem poder fazer mais nada.

Preparando mais uma vitima !

Esse foi a pequena introdução, que foi boa (muito boa por sinal, se me entendem) mas que não passa disso, o filme se desenrola para agrupar um grupo de jovens numa casa de campo para um deles começar a matar um por um. Pior de tudo é que sabemos quem é o assassino desde o inicio, basta ver a capa do filme. Charly (Fabian Gianola) é possuído pelo seu irmão que morreu a anos, queimado na mesma casa onde irão ficar. Porra, o diretor não se deu nem o trabalho de esconder o assassino, entrega logo de cara. O único motivo para ver essa merda é para comprovar que os argentinos também sabem fazer filmes ruins, bem ruins por sinal.

Tem muita mulher bonita...

Enfim, um dos policiais é o pai de Charly, o Inspetor Santos (Norman Briski), ele anda preocupado com seu filho, pois o mesmo ficou traumatizado com a morte do irmão. Seu pai acredita que com sua timidez, Charly tenha ficado homossexual (não é dito isso, mas é o que se entende). Ele convida o amigo do filho Daniel (Martin Guerrero) para levar Charly para passarem um final de semana numa casa de veraneio, conforme citei, onde seu irmão morreu. O ''pai do ano'', sabe que seu filho está todo problemático, traumatizado e ainda sugere para irem para onde seu outro filho morreu, trazendo más recordações a Charly, isso não vai terminar bem...

...e sustos !
CHARLY tenta ainda causar impacto com uma cena com um gato morto e pendurado numa arvore. Claro que não causa espanto nem numa criança mas valeu a tentativa do diretor em querer causar. Pelo menos não foi morto um animal de verdade como no Cannibal Holocaust.

Filme chocante...

O filme nem tenta inovar nas mortes, são apenas simples, nada que já não tenhamos visto em ''Sexta Feira 13'' ou ''Panico'', talvez os únicos atrativos para assistir CHARLY é as mulheres peladas e para contar aos amigos que pegou no FILMELIXO um filme argentino horrível de ruim. Ou quem sabe convidar a galera e assisti-lo num final de semana chuvoso...

Carlos Galettini foi quem dirigiu essa bomba, em seu país é conhecido pelas comedias da quadrilogia ''Los Extermineitors'', para um comparativo rápido, seria uma especie de ''Loucademia de Policia'' mas no exercito.

Assassino tarado !

Para finalizar, aos mais atentos, por acaso não notaram a capa de CHARLY parecido com alguma outra ? Tipo, ''Já vi em algum lugar mas não lembro onde''...
Sim, é ''inspirada'' (para não dizer imitação mesmo) em ''A Hora do Pesadelo 2''


Agradecimentos ao DougTrash por mais essa merda !

PS: Não se impressionem com o trailer, que alias, é melhor que o filme inteiro.

Trailer



Charly - Dias de Sangre
Argentina
1990 - 72 minutos

Direção:
Carlos Galettini

Elenco:
Fabian Gianola (Charly)
Martin Guerrero (Daniel)
Julieta Melogno (Sandra)
Adrian Suar (Pablo)
Maria Pia (Fernanda)
Norman Briski (Inspetor Santos)

Download (versão legendada)