Google+

31 de jan de 2019

Samurai Cop

Policial, samurai e pegador !



Resenha vinda do amigo Alan do Trashinema.

Enquanto as gangues de orientais estão duelando umas com as outras, os policiais Frank e Joe Marshall estão perseguindo uma van com apoio de Peggy, a piloto do helicóptero. A van recebe um carregamento de drogas de um barco no porto e a perseguição prossegue - com câmera acelerada - pela cidade, indo para uma área mais deserta em que os veículos trocam tiros. Os passageiros da van vão saindo rolando pelo chão - e sendo atropelados ou descendo por barrancos - até que o motorista é atingido, fazendo-o bater lentamente em uma parede de pedra e imediatamente explodir o veículo, saindo queimando vivo.

O policial samurai Joe (ou samurai policial ? Tanto faz...)

Com a missão cumprida, Peggy promete uma comemoração a Joe e temos a primeira cena digna de Cine Prive do filme, com os dois na cama e nudez quase total da moça enquanto faz sua performance um tanto exagerada. Sobre atuação é importante destacar a qualidade técnica do nosso herói samurai bronzeado de peruca que chama a atenção. Sempre fazendo caras e bocas, dando a impressão que ele é o vocalista do Massacration ou está o tempo todo a ponto de se cagar.

Filme trash sem cena de sexo não é filme trash !!!
Mas aquele homem que se torrou inteiro era integrante da gangue Katana, uma Yakuza de baixo orçamento liderada por Fujiyama, um japonês de bigodeta e mullets e um dos poucos orientais do grupo. Outros integrantes da gangue são o Robert Z'Dar e sua namorada ruiva - vamos chamá-los assim, pois aparentemente ninguém fala os nomes fictícios deles.

A dupla de tiras vai ao hospital tentar interrogar o homem, mas ele está com os lábios queimados e não pode falar. Quando a enfermeira, muito profissional e oportuna, inicia o seguinte diálogo com Joe:

Enfermeira: Gosta do que vê?

Joe: Amo o que vejo.

Enfermeira: Gostaria de tocar o que vê?

Joe: Sim. Sim, eu gostaria.

Enfermeira: Gostaria de sair comigo?

Joe: Sim, eu gostaria.

Enfermeira: Gostaria de me comer?

Joe: Bingo!

O bate papo com a enfermeira

E o papo segue com ela examinando o tamanho do atributo de Joe e querendo mais.

Como Fujiyama não quer seus capangas vivos para denunciá-lo, manda Z'Dar e a ruiva ao hospital e mesmo com a vigilância dos policiais, ela consegue entrar disfarçada de enfermeira empurrando um carrinho. De lá de dentro sai Z'Dar todo encolhido com uma catana e decepa o sujeito, que não faz nenhum ruído. Na saída os dois são surpreendidos, mas Z'Dar surra facilmente seus oponentes.

A seguir, Joe e Frank ficam sabendo que os Katana estão em um restaurante e vão lá fazer uma visita. Joe fica lá de papo furado falando sobre não vender drogas em portas de escolas, mas fica mesmo de olho em Jennifer, a dona do restaurante que está com Fujiyama. Joe e Frank deixam o lugar e os capangas da Katana decidem atacá-los. Um deles acaba decepado pela espada de Joe. Z'Dar aparece com uma metralhadora e granadas, mas só mata seus colegas, já que ele não quer nenhum deles vivos para denunciar a gangue.

É claro que teríamos mulher pelada...
Mesmo com os ataques no hospital e o massacre no restaurante, o advogado dos Katana tem a cara de pau de ameaçar processar o chefe de polícia, pois eles não teriam nada contra a gangue - apenas uma pilha de corpos.

Joe ainda volta ao restaurante, mas só pra cantar Jennifer. Na saída é atacado por alguns homens, que prontamente são surrados. Um deles diz que foi mandado por Okamura, outro dos Katana. Joe e Frank chegam num momento íntimo de Okamura, que acaba fugindo e seus capangas vão aparecendo e sendo mortos facilmente.

Joe enfrenta Okamura com os punhos limpos e uma luta ridícula em câmera acelerada e com suas habituais caretas de esforço. No fim, Okamura acaba morto após estar prestes a atirar com a arma que roubara de Frank. Mais um morto e assim a polícia não pode fazer nada contra os Katana.


Até o Okamura se dá bem no filme !

Os Katana seguem o filme todo tentando matar os policiais - ou seus próprios capangas - e chegam até mesmo a invadir a delegacia. O chefe de polícia fica puto, pois não trouxeram ninguém vivo para provar algo e decide que quer que matem logo todo mundo mesmo e foda-se. Se ninguém confessar, não houve crime, não é?

Enquanto Joe e Jennifer se divertem e se conhecem melhor, a turma dos Katana tenta encontrá-lo, mas antes disso invade a casa de três de seus colegas de polícia em busca dele, incluindo Frank e Peggy. Tudo isso intercalado por algumas cenas eróticas para enchimento de linguiça. A de Joe, principalmente.

A perversa gangue maltratando as pessoas

Finalmente encontram a casa de Joe e inicia-se um tiroteio, mas Joe escapa. Depois vão para a casa de Fujiyama, trocam tiros e apenas os policiais acertam. Morrem mais montes de capangas, que caem das formas mais espalhafatosas possíveis, até termos um rápido confronto entre Fujiyama e os policiais. Mas o melhor duelo fica para o final, na luta entre Joe e Yamashita - agora descobrimos o nome de Z'Dar, que supostamente era pra ser alguém oriental. Mas antes, mais uns capangas sendo mortos e rolando pateticamente pelo chão, umas trocas de tiros, até os dois proporem um duelo de espadas, como bons samurais que são.

O parceiro do Joe
Note que esta cena exige o máximo da atuação de Joe, que encarna no papel em uma luta com coreografias de dar inveja nos filmes ''Operação Invasão'', culminando em Joe aplicando uma chave de braço fulminante que derrota Z'Dar/Yamashita.

Como samurai que se preze, ele teria que decapitar o adversário, mas Frank o lembra que ele é um policial, não um samurai, o que obriga Yamashita a morrer com honra, aplicando-se um haraquiri.

Eis um filme horrível, muitas vezes citado nas famigeradas listas de piores filmes, o que, obviamente o faz ter hoje uma legião de fãs, tanto que uma continuação foi filmada em 2015, Samurai Cop 2: Deadly Vengeance, sendo financiada através do Kickstarter. Filme este que trás de volta o herói Joe (Mathew Karedas) e Frank (Mark Frazer) atuando ao lado de outro ícone dos filmes ruins: Tommy Wiseau.

O que não falta é mulher no bonita no filme

Mas voltando ao Samurai Cop de 1991, este foi dirigido pelo iraniano Amir Shervan, que também fez outras maravilhas como Hollywood Cop (1987), Estilo Americano: Força e Poder (1988) e Young Rebels (1989), estes dois últimos já com a parceria com Robert Z'Dar. Mathew Karedas, que interpreta o nosso policial samurai, era guarda-costas do Sylvester Stallone e queria experimentar um pouco da fama e fortuna. Só espero que ele fosse melhor como guarda-costas do que como ator, pois Mathew rouba a cena toda vez que aparece, e não é por seu talento interpretativo. Além de atuar muito exageradamente, ou em coreografias de luta desastrosas, ele também se destaca por sua peruca e bronzeado a lá Donald Trump. A peruca em questão veio da necessidade de, após terem sido encerradas as filmagens, incluir mais cenas, só que no momento o ator já estava com cabelo curto.

O vilão líder Fujiyama

Karedas praticamente não fez mais nada no cinema, assim como Mark Frazer, que só tem uma ou outra participação em séries. Mas, diferente deles, o outro destaque do filme, que não podemos deixar de citar, é Robert Z'Dar, ator que se destacou por interpretar vilões em filmes baratos, mas principalmente pelo seu inesquecível maxilar proeminente. Ele participou de produções como a série de filmes Maniac Cop, Tango e Cash, A Vingança dos Sapos Assassinos, A Batalha Final e vários filmes direto para vídeo.

É claro que num filme de ''samurai'' teríamos membros cortados !

Outros pontos fortes da película que rendem boa diversão são as dublagens de vários atores feitas pelo próprio diretor na pós-produção. Boa parte das cenas foi filmada em apenas uma tomada, mostrando a grande capacidade do diretor. Claro que um ou outro defeito acabou passando despercebido, como erros de continuidade, câmeras ou microfones aparecendo, mas isto é apenas perceptível para quem não está envolvido na profunda trama do filme.

Samurai Cop é um fruto de uma leva de filmes B que tinham o termo "Cop" em seu título durante os anos 80 e 90, imagino que muito pelo sucesso da franquia Robocop. Entre eles posso citar os filmes ''Maniac Cop'', ''Psycho Cop'', ''Scanner Cop'', ''Vampire Cop'', ''Hollywood Cop'', ''Cyborg Cop', entre outros.

Agradecemos ao WTFSubs por legendar essa pérola.


Trailer



Samurai Cop
Estados Unidos
1991 - 96 minutos

Direção:
Amir Shervan

Elenco:
Matt Hannon (Joe Marshall)
Robert Z'Dar (Yamashita)
Cranston Komuro (Fujiyama)
Gerald Okamura (Okamura)
Melissa Moore (Peggy)
Mark Frazer (Frank)
Janis Farley (Jennifer)

Download (versão legendada)