Google+

30 de nov de 2018

Possum

Intrigante filme britânico



POSSUM é uma grata surpresa que foi lançada em 2018 mas que infelizmente é pouco conhecido, mas me arrisco a escrever que virou cult e criou uma pequena legião de fãs. De qualquer maneira, já aviso que este é um tipo de filme que não te explica o que rola, aqui não temos as coisas mastigadas com começo, meio e fim. A esmagadora maioria de POSSUM é interpretativa, sim, é você que terá que tirar suas conclusões. Além disso, muitos vão torcer o nariz por ser um filme lento e ficarão cansados já nos primeiros minutos.


O filme é a estreia de Matthew Holness na direção, para quem não conhece, ele é um ator e comediante inglês. Também escrever o roteiro, ou seja, muitos vão pensar, que maconha estragada o Holness está usando kkkkk Pois é, POSSUM é um terror psicológico bem doido, que vai prender a atenção daqueles que não se importarem das características que citei do mesmo. O filme é baseado num conto escrito por Holness para o livro ''The New Uncanny: Tales of Unease''. No conto, o personagem principal era incapaz de se comunicar verbalmente e o fazia com um fantoche horripilante. Hollness que é fã de terror mudo dos anos 20 e 30, tem com POSSUM a intenção de criar um filme de terror ''mudo'' moderno. Curioso, não ? O filme não é mudo, mas tem o mínimo de diálogos possível.


Aqui temos a história de Phillip (Sean Harris), que retorna a sua casa de infância após ficar órfão devido a um incêndio. Ele é uma pessoa cabisbaixa, melancólica, pessimista, todo desajustado, enfim é um coitado que deve ter sofrido bullying na escola o tempo todo. Phillip possui uma maleta que parece ser o único ''amigo'' que tem, tamanho cuidado que tem com ela. Realmente ficamos curiosos em saber o que diabos tem dentro. Phillip é daqueles que não incomodam ninguém, não fede e não cheira.

Na casa, também mora seu padrasto Maurice (Alun Armstrong) que é tão bizarro quanto seu enteado, mas de uma forma ao contrário, é um ser desagradável e parece sentir prazer em maltratar Phillip. Voltando ao protagonista, o coitado tem uma certa obsessão (ou seria um trauma) por uma criatura chamada Possum (hummm então é daí que saiu o nome do filme), que é uma espécie de aranha mas um tanto, digamos, mais bizarra que o normal. Na verdade o que ele quer mesmo é se livrar dessas visões e maluquices que tem com a (ou o) Possum. Phillip fez tudo que pode para exterminar essa praga mas a porcaria acaba sempre voltando.


Na trama, temos também o desaparecimento de crianças que estudam numa escola próxima. Dá a entender que Phillip é o responsável, mas será que seria capaz disso ? Visto que temos o personagem visualizando a escola e como olha para as crianças, é bem possível que seja. Mas temos também o seu padrasto para parece que manipula todos para ir contra Phillip.

Sean Harris tem uma atuação magnifica nesse filme, caso tenha visto ''MI: Nação Secreta'' e ''MI: Efeito Fallout'', ele foi o vilão Solomon Lane, totalmente diferente do personagem daqui. Inclusive em POSSUM, é difícil sugerir uma idade para Phillip, tanto visualmente, quanto a sua atitude, infantil até, em certos momentos. O diretor Holness numa entrevista, declarou que trabalhou com Phillip e não com Harris, tamanha dedicação do ator no personagem.


Alun Armstrong não fica atrás na atuação, inclusive Maurice é aqueles personagens que torcemos para morrer de tão FDP que é. Armstrong é muito conhecido na Europa, com atuações desde a decada de 70. É muito versatil, atuando no cinema, seriado e teatro. Dois filmes famosos em que atuou são, ''Van Helsing'' de 2004, com o Wolverine Hugh Jackman e ''Eragon'' de 2006.

A fotografia do filme é mais um show a parte, o filme ajuda e muito em deixa-lo angustiante, melancólico, triste...  POSSUM parece nos remeter de volta aos anos 80, a cidade quase que desértica, com poucas cores, Phillip na maior parte do tempo está sozinho, parece até ''Eu Sou a Lenda'' (tudo bem nem tanto). Uma curiosidade de bastidores é que Harris e Armstrong só interagiam nas cenas em que atuavam juntos, a intenção era criar um ar de separação e tensão quando se juntassem.


Mas filme de terror sem uma boa trilha e efeitos sonoros não é filme de terror ! POSSUM não faz feio, tendo sido criada pelo estúdio The Radiophonic Workshop, que faz parte do canal BBC. As musicas se encaixam perfeitamente no filme, e claro, também ajudando na melancolia do personagem. O trabalho foi tão elogiado que foi lançado um CD e um vinil. 

De uma chance a POSSUM, ele com certeza vai se encaixar no 8 ou 80, ou ame ou odeie. Para finalizar, o longa participou do festival de cinema Brooklyn Horror Film Festival, vencendo 3 premios, melhor ator, ator coadjuvante e melhor fotografia para Kit Fraser. 

Trailer


POSSUM
Reino Unido
2018 - 85 minutos

Direção:
Matthew Holness 

Elenco:
Sean Harris (Phillip)
Alun Armstrong (Maurice)

Download (versão legendada)

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário