Google+

22 de mai de 2016

Charly - Dias de Sangre

Nossos vizinhos hermanos também sabem fazer filmes... Trashs !


Infelizmente o cinema sul americano é pouco conhecido entre nós, talvez pela maioria blockbuster que vem dos Estados Unidos, talvez por causa do espanhol que não compensaria dublar ou legendar essas obras ou ainda, porque não é somente no Brasil que faz porcarias salvo algumas exceções. Também existe muito preconceito (como o meu ?).

Bem, temos alguns exemplos de bons filmes latinos como os argentinos ''Família Rodante'' que inspirou ''Pequena Miss Sunshine; ''Um Conto Chines'' de 2011, que ficou diversos meses em cartaz por aqui e ''O Segredo dos Seus Olhos'' vencedor de melhor filme estrangeiro no Oscar 2010. Esses dois últimos estrelado pelo Ricardo Darin.

No país fino e comprido (hummm boiola), Chile, tem um ótimo drama politico ''No'', inclusive indicado ao Oscar de filme estrangeiro em 2012; ''Sexo com Amor'', umas das maiores bilheterias da história do Chile e ''Gloria'' de 2013 com um excelente atuação de Paulina Garcia, multipremiada atriz chilena.

No Uruguai tem uma ótima comedia dramática, ''O Banheiro do Papa''; o terror de ''A Casa Muda'', que ganhou uma versão holywoodiana e ''Whisky'', eleito o melhor filme latino em comemoração dos 20 anos do Festival de Valdivia, no Chile

O começo de CHARLY é promissor !
No país de Pablo Escobar, ''Cronica do Fim do Mundo'' é um raro caso de filme colombiano a estreia nos cinemas brasileiros, ''Karen Chora no Ônibus'' e ''Contacorrente'', esses últimos dramas com histórias bem elaboradas e ótimas atuações.

Esses foram apenas pequenos exemplos de bons filmes que estão perto de nós que poucos tem conhecimento. De qualquer maneira, o FILMELIXO não é para esses filmes, e sim para os piores, quanto pior melhor, e CHARLY DIAS DE SANGRE é um filme digno para estar nessa porcaria de blog.

Mas o que é CHARLY ? Resumindo, apenas uma cópia barata dos já baratos slasher americanos, simples assim. Cópia trash de filmes trash. Nada mais para acrescentar. Lançado direto para o VHS, o filme começa bem até, um trio de gostosas e nuas (existe algum slasher sem mulher pelada ?), estão de boa se divertindo numa casa de campo, até que todas são brutalmente assassinadas. Logo depois a policia chega sem poder fazer mais nada.

Preparando mais uma vitima !

Esse foi a pequena introdução, que foi boa (muito boa por sinal, se me entendem) mas que não passa disso, o filme se desenrola para agrupar um grupo de jovens numa casa de campo para um deles começar a matar um por um. Pior de tudo é que sabemos quem é o assassino desde o inicio, basta ver a capa do filme. Charly (Fabian Gianola) é possuído pelo seu irmão que morreu a anos, queimado na mesma casa onde irão ficar. Porra, o diretor não se deu nem o trabalho de esconder o assassino, entrega logo de cara. O único motivo para ver essa merda é para comprovar que os argentinos também sabem fazer filmes ruins, bem ruins por sinal.

Tem muita mulher bonita...

Enfim, um dos policiais é o pai de Charly, o Inspetor Santos (Norman Briski), ele anda preocupado com seu filho, pois o mesmo ficou traumatizado com a morte do irmão. Seu pai acredita que com sua timidez, Charly tenha ficado homossexual (não é dito isso, mas é o que se entende). Ele convida o amigo do filho Daniel (Martin Guerrero) para levar Charly para passarem um final de semana numa casa de veraneio, conforme citei, onde seu irmão morreu. O ''pai do ano'', sabe que seu filho está todo problemático, traumatizado e ainda sugere para irem para onde seu outro filho morreu, trazendo más recordações a Charly, isso não vai terminar bem...

...e sustos !
CHARLY tenta ainda causar impacto com uma cena com um gato morto e pendurado numa arvore. Claro que não causa espanto nem numa criança mas valeu a tentativa do diretor em querer causar. Pelo menos não foi morto um animal de verdade como no Cannibal Holocaust.

Filme chocante...

O filme nem tenta inovar nas mortes, são apenas simples, nada que já não tenhamos visto em ''Sexta Feira 13'' ou ''Panico'', talvez os únicos atrativos para assistir CHARLY é as mulheres peladas e para contar aos amigos que pegou no FILMELIXO um filme argentino horrível de ruim. Ou quem sabe convidar a galera e assisti-lo num final de semana chuvoso...

Carlos Galettini foi quem dirigiu essa bomba, em seu país é conhecido pelas comedias da quadrilogia ''Los Extermineitors'', para um comparativo rápido, seria uma especie de ''Loucademia de Policia'' mas no exercito.

Assassino tarado !

Para finalizar, aos mais atentos, por acaso não notaram a capa de CHARLY parecido com alguma outra ? Tipo, ''Já vi em algum lugar mas não lembro onde''...
Sim, é ''inspirada'' (para não dizer imitação mesmo) em ''A Hora do Pesadelo 2''


Agradecimentos ao DougTrash por mais essa merda !

PS: Não se impressionem com o trailer, que alias, é melhor que o filme inteiro.

Trailer



Charly - Dias de Sangre
Argentina
1990 - 72 minutos

Direção:
Carlos Galettini

Elenco:
Fabian Gianola (Charly)
Martin Guerrero (Daniel)
Julieta Melogno (Sandra)
Adrian Suar (Pablo)
Maria Pia (Fernanda)
Norman Briski (Inspetor Santos)

Download (versão legendada)
Comentários
10 Comentários

10 comentários:

  1. Depois dizem que não existem coincidências. Acabei de traduzir essa pérola sem saber que o DougTrash também havia traduzido. Fiz pesquisas na rede e não encontrei legendas. Pensei ... vou pegar para mim rs. Vou jogar na loteria rsrsrs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que azar Tato, no fim a falha foi minha pois o Doug me mandou esse filme a alguns meses mas não tive tempo para postar. Mas já adianto, o próximo que quero trazer é Simsek, o bizarro Rocky turco ! Abs !

      Excluir
    2. Tudo bem amigo Filme Lixo. Eu , vc e o DougTrash temos os mesmos gostos por filmes toscos. Um dia tinha que acontecer a coincidência. Esse filme turco deve ser bem interessante. Vou aguardar. Abraço.

      Excluir
    3. Com certeza Tato, me lembro quando tivemos o primeiro contato no seu ótimo blog PEM, onde encontrei diversas bizarrices raras !

      Excluir
  2. Bom, pelo que eu entendi da história, não só a capa, mas o filme todo foi ´inspirado` na Hora do Pesadelo.rsrsrs Tem até o espírito de um cara que morreu queimado que volta pra encher o saco dos vivos!rs

    ResponderExcluir
  3. Lixão da pior (melhor!!!!) espécie. Parabéns pela postagem, ó Mestre dos Aterros (in)sanitários! Ab.

    ResponderExcluir
  4. Em referência a sua abertura do post: "Nossos vizinhos hermanos também sabem fazer filmes... Trashs". Infelizmente para nós, em alguns gêneros eles por sinal são imbatíveis, tanto na regularidade de lançamentos como na qualidade narrativa de seus filmes. Uma pena mesmo, já que estão tão perto de nós e ao mesmo tempo tão a frente.

    abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tirando a sacanagem de lado, em matéria de filmes, a Argentina está a frente do Brasil, mas infelizmente poucos são lançados aqui. Conforme vc disse, estão tão perto e ao mesmo tempo tão a frente. Abs Marcelo !

      Excluir