Google+

8 de mar de 2014

Nekromantik

Um dos mais bizarros filmes já filmados.


O texto abaixo foi retirado do blog Medo B:

Necrofilia é um assunto que quase ninguém gosta de tocar, mas esta por todas as partes... O que uma pessoa sente? Que tipo de desejo é esse? Cheiro? Decomposição?
A pratica da necrofilia existe há muito tempo em algumas tribos da África e na Ásia, e até pode ser considerado algo sagrado.
A necrofilia reina em filmes, quadros, musicas e livros como os contos eróticos do Marques de Sade.

Necrofilia é a pratica de fazer sexo com um cadáver, pode ser aquele morto ''fresquinho'' ou também tem os casos mais extremos de fazer com a pessoa se decompondo ou com partes faltando.
Muitos aqui vão pensar que o ato de necrofilia e só para homens, mas estão muito enganados... Existe mulheres que tem desejo pela pratica, porém é um pouquinho diferente pois como o pênis do cadáver não vai ficar mais ereto, ela pode muito bem praticar oral esperando a rigidez do corpo ou ate mesmo furar o pênis e colocar algo (uma caneta ou algo fino e comprido) e assim pode praticar o sexo com o defunto. Com os homens a pratica é muito mais ''simples'' tanto como anal ou vaginal. Coloquei simples entre aspas pois lembrando que não vai ter mais lubrificação então vai ser extremamente seco e gelado. E é exatamente isso que o excita!

Existe 3 tipos de necrófilos:
Primeiro – Que só tem fantasias e nunca fez o ato (provável que nunca faça). Só fica imaginando e assiste animes especializados nisso. Se masturba com fotos ou ate mesmo alguns vídeos de necrofilia que se tem por ai. Hoje em dia existe ate Porno Zombie, é claro que não é bem uma necrofilia mas de certa forma é fazer sexo com um ''morto''...

Segundo – Que vai procurar um cadáver para atingir o orgasmo. Ele pode invadir cemitérios, hospitais ou ate mesmo funerárias. No cemitério ele tem que esperar a informação de que alguém esta sendo enterrado, pular o muro e desenterrar e fazer sexo no meio do cemitério. Indiferente da idade ou de como a pessoa é fisicamente, a única coisa que interessa e o tesão sentindo por penetrar o corpo gelado e sem vida.

Terceiro – É o mais perigoso de todos. Esse tipo pessoa conhece alguém somente para matar e depois praticar o ato da necrofilia.


O que um necrófilo sente?
É difícil dizer pois cada um sente um tesão diferente por determinada coisa, mas pode ser o caso de vencer a morte, dominação, poder, vontade de morrer ou infinitas outras coisas, isso vai de cada cabeça.
Mas os mais comuns são ''vencer a morte'', dominação e vontade de morrer.
Vencer a morte – Praticar sexo com um defunto e tão revigorante que a pessoa acha que morte nunca vai chegar perto dela, pois ela tem um caso de amor com a morte.
Dominação – Pegar um corpo e fazer o que bem entende, da forma de mais desejar... dobrar, quebrar e triturar o corpo.
Vontade de morrer – Podemos dizer que pode ser parecido com a ''vencer a morte'' pois sente uma atração enorme pela morte, a única diferença e que essa pessoa que fazer parte e já o necrófilo ''vencer a morte'' não, ele já acha que a morte nunca vai se aproximar.

Os necrófilos sente tesão pela a decomposição, não se importa com o cheiro, aquilo aumenta muito mais o seu tesão. Dependendo de quantos dias o corpo esta no processo é muito importante para o necrófilo. Alguns tem o desejo de fazer a pratica com o corpo cheio de vermes.

O necrófilo não pode ser considerado um ser doente, pois quando ele invade um cemitério e consegue um corpo ele sabe muito bem o que fazer e como fazer, sabe muito bem que tem que fazer escondido. Por isso não existe muitos vídeos e fotos sobre. Alguns vídeo por sua maioria são fakes.
Alguns necrófilos procuram um trabalho onde pode estar realizando os seus fetiches sendo essas áreas como: Médico, Coveiro, Enfermagem ou um cargo no Iml sendo ele qual for.

A necrofilia é mais comum do que se pensa...

-----------
Agora é comigo !

Provavelmente já imaginaram porque eu coloquei esse texto de introdução correto ? O filme que trago nessa postagem trata não somente de necrofilia, mas digamos que mais de 80% seja isso.
Lançado em 1987 e dirigido por Jorg Buttgereit, Nekromantic trata basicamente de um casal que é necrófilo, mas é (um pouco) mais que isso, pois trata de relacionamento, romance e muito GORE. Foi banido em vários países fazendo assim que se tornasse cult. Esse com certeza não é um filme para qualquer um, ele é estranho e nojento a ponto que os alguns podem até vomitar. Sim, é isso mesmo.

Futuro ''amigo'' do casal que foi morto por acidente.
 Devido a ter sido filmado com uma câmera 8mm, a qualidade da imagem não é boa, algumas cenas muito escuras e até mal filmadas, talvez por falta de experiencia do diretor ou por falta de recursos mesmo (fico com a segunda opção).
A música é em algumas partes alegre e ao mesmo tempo ''perturbadora'' (transar com um morto ao som de piano e digamos, ''diferente''). Em outras trás aquele clima gore !

Robert (Bern Lorentz) trabalha numa empresa chamada Joe's Sauberungsaktion (algo mais ou menos como Limpeza das Ruas do Joe), onde sua função é remover cadáveres das ruas e estradas da Alemanha. Sua namorada Betty (Beatrice Manowski) é dona de casa que não sai ou praticamente não sai de casa. A residencia é humilde e decorada com fotos de assassinos e modelos eróticas. Mesmo ganhando pouco, parecem serem feliz com o que tem. Poderiam ser um casal comum se não fosse a estranha parafilia que ambos tem (adivinha qual é ??????). No começo, Robert trazia somente pedaços dos corpos (que também serviam de decoração), mas um dia, para fazer aquele ''agrado'' a Betty, trouxe um corpo inteiro. Detalhe, o morto já estava apodrecido (imagina o cheiro !). Nesse dia o ''ménage à trois'' foi algo simplesmente fantástico; para eles é claro, a cena foi digamos, bisonha...
A transa foi tão boa que decidem manter o corpo como se fosse um ''amigo'' que agora mora na casa (e fica pendurado na parede). Betty cada vez mais se ''apaixona'' pelo presunto, conta histórias para ele e chega a ter relações sexuais com o morto sem a presença de seu namorado. Na verdade ela prefere o ''morto'' do morto que o do namorado. Ela usa um pedaço de madeira para ''simular'' o órgão genital !

Betty ''encapando'' o bilau improvisado do morto. Sexo seguro em primeiro lugar =)
Um dia o coitado do Rob (já estamos íntimos kkkkk) é demitido por se atrasar inúmeras vezes e quando chega em casa, ainda toma esporra da Betty pois ela questiona em como ele vai conseguir outro cadáver (já que o atual está bem ''desgastado''), ou seja, ela não está preocupada com o dinheiro e sim em conseguir outro corpo. Como desgraça pouca é bobagem, Betty se separa de Rob e leva o corpo, o legal é que ela deixa uma carta dizendo que não fica com fracassados ! Porra, ela não trabalha, fica em casa trepando e conversando com um morto e o cara que é fracassado ? PQP !!!! Será que ela estava com ele somente porque poderia se satisfazer de sua necrofilia ?

Beijo de língua...
Rob fica muito abatido com tudo isso, sobra para ele transar com os ''pedaços'' que mantinham em casa. Não satisfeito, até o gato de estimação entra no ''jogo'' e é dilacerado. Lá pelas tantas resolver ir ao cinema (engraçada como era na época, podia fumar e beber dentro do cinema, será que é assim ainda na Alemanha ?) para assistir um filme de serial killer, talvez assim despertando seu interesse em algo ''maior'', um mulher de verdade mas morta é claro.
Ele chama uma garota de programa e a leva para um cemitério (e ela aceitou ? bem, está sendo paga mesmo...), chegando lá, Rob ainda brocha (Estou falando que desgraça pouca é bobagem) ! Mas a menina tira sarro disso e acaba sendo estrangulada para depois ser penetrada (olha, até rimou). Por sinal, a cena do estrangulamento foi bem cômica e tosca !
Depois de tudo isso, ele muito cansado tira um cochilo, e é descoberto pela manhã por um senhor que cuida do cemitério. Ele pega uma pá e corta a cabeça do velho, numa cena altamente trash que me fez lembrar Bad Taste (pela forma que ficou a cabeça do tiozinho).

Até o Rob tira uma ''casquinha'' !
O filme está quase no fim, então vou ficar por aqui pois não quero estragar o final que para maioria que conseguiu assistir até aqui deve ser ruim, ou não...
Uma curiosidade, o filme possui um snuff video com um coelho sendo morto e dilacerado, mas não foi filmado para o Nekromantic, foi um video encontrado pelo diretor e que colocou aqui. Em outras fontes, o homem que mata o coelho é o pai de Jorg, então não sei qual a verdadeira. Eu sinceramente achei as cenas desnecessárias, mas ''acho'' que entendi o que Jorg quis trazer ao telespectador. Não vou colocar para não revelar o final.

A casa do ''amigo'', ficar pendurado na parede.

O casal tendo uma DR.
Vamos falar um pouco do casting:
Jorg Buttgereit é também o diretor do ''Schramm'', outro sucesso ''underground'' na net, além da continuação, ''Nekromantic 2'' de 1991 e outra bizarrice chamada ''Der Todesking''. Nekromantic foi seu primeiro longa metragem, antes Jorg dirigiu alguns curtas (será que a cena do coelho faz parte de algum ?).

Bernd Lorenz além de atuar foi o criador do cadáver e de ter ajudado na trilha sonora. Fez outros dois filmes como ator, ''Hot Love'' e ''Horror Heaven'' ambos curtas. Lorentz que também é conhecido como Daktari Lorenz é fotografo de modelos eróticas com grandes seios entre tantas, Milena Velba, Daisy van Heyden, Mariko Morikawa e Shione Cooper. A partir de 2001 dirigiu alguns filmes eróticos.

Beatrice Manowski, participou da continuação ''Nekromantic 2'' mas com uma pequena aparição. Tem uma carreira solida na Alemanha mas pouco conhecida no restando do mundo. Teve uma participação no sucesso ''Asas do Desejo'' de 1987 que foi seu primeiro filme.

Foi lançado em DVD nos Estados Unidos com alguns extras:
Making off;
Trailers;
Galeria de fotos;
Comentários do diretor;
Curta ''Horror Heaven''

Para finalizar, um caso famoso que rolou na internet foi de uma sueca que fazia sexo com um esqueleto e no fim foi presa em 2012. Em sua casa foram encontrados dois CDs nomeados ''Minha Necrofilia'' e ''Minha Primeira Experiencia''. Para saber mais clique aqui (em inglês), aqui ou aqui (em português). AVISO: CUIDADO, IMAGENS QUE PODEM PERTURBAR !!!!

Dica de filme (e inspiração para postagem) do site O Aprendiz Verde.

Trailler



Nekromantik
Alemanha
1987 - 75 minutos

Direção:
Jorg Buttgereit

Elenco:
Bernd Lorenz (Robert Schmadtke)
Beatrice Manowski (Betty)
Harald Lundt (Bruno)
Colloseo Schulzendorf (Joe)

Download (versão legendada)

Comentários
7 Comentários

7 comentários:

  1. Opa! Também comentei esta obra no Trashinema.
    Mas deve ser frustrante para o cara ser trocado por outro, já em estado de decomposição... ehehe

    Valeu, e continue com estas trasheiras!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado Allan.
      Realmente, se um cara gosta de uma garota e ser trocado por outro cara, é foda; se for trocado por outra garota, também é foda (ou talvez um pouco menos), mas ser trocado por um cadáver, aí é demais !!!!!!!
      A propósito, a sua resenha ficou muito boa, uma pena que não li ela antes de escrever a minha, senão iria usar a foto do diretor, do ''ator morto'' e do Lorentz. 1 abraço.

      Excluir
  2. O cara ser traido por outro é uma coisa, ser traido por um defundo aí é demais kkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  3. eu tinha visto segundo filme, cara! mesmo sabendo que tudo era falso o filme conseguiu me fazer ficar com um nojo!
    este filme é muito mais nojento que qualquer blockbuster feito nos EUA considerado pesado como a mosca dos anos 80.
    a dica que dou para quer for assistir esse filme é!...
    assinta sozinho! muito menos com a namorada por perto.
    outro detalhe perturbador, o que não me faz disser que os responsáveis por essa obra são um bando de doente pervertido é que a historia não esta muito longe de uma pura ficção!
    necrofilia realmente existe, li uma vez o caso de um homem que quase perdeu o seu instrumento só de ficar fodendo cadáver! eca!
    e também uma mulher que foi se queixar a um medico que não sentia-se bem e depois ela revelou que trepava com defunto. essa foi direto pro sanatório.
    e tem caso de assassino(a) que quando tem um relacionamento e vão pra cama prefere o parceiro(a) morto.
    fica até dificil comentar se elogio ou se falo mau da obra.
    elcio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pior que eu assisti com minha mulher esse filme; claro que ela não gostou !!!!

      Excluir
  4. Bizarro ao extremoooooooo

    ResponderExcluir
  5. a mulher do filme deveria ter sido escalada pra fazer"Um morto muito louco"! Marcos Punch.

    ResponderExcluir