Google+

30 de out de 2014

Street Fighter - A Violência Urbana (American Street Fighter)

Não é o filme do game, mas é tão fraco quanto !


Lá por meados de 1992, perto da escola que estudava, tinha uma video locadora (que infelizmente hoje estão quase extintas) onde também contava com um arcade de Street Fighter 2. Como na maioria dos moleques da época, depois da aula (ou alguns matando aula), se reuníamos para tirar uns rachas nesse game de luta que para muitos o melhor já lançado.

Um dia, é lançado (antes da bomba Street Fighter - O Filme), STREET FIGHTER - A VIOLÊNCIA URBANA (como os distribuidores brasileiro adoram colocar subtítulos, não é verdade ?), que todo mundo achou que era o filme ''oficial'' do game. Obrigatoriamente tive que aluga-lo para ver, Ryu, Ken e Cia na telinha de casa, apesar de que na capa não fizesse menção ao game, mas que eu acreditava ser algo oficial mesmo ! Como a internet estava muito longe de se tornar popular, tínhamos somente revistas para saber algo sobre filmes e games, mesmo assim, para mim era caro pois, afinal só tinha 10 anos.




Chegando em casa, cheio de testosterona na cabeça para ver um filme de ''Street Fighter'' tive aquela sensação de ter sido enganado. Cadê o Ryu ? Cadê o Ken ? Cadê a Chun Li ? Porra, cade todo mundo ?
Não é ''Street Fighter'' essa merda ? Eu quero ver os personagens !!!!! Apesar de tentar associar os personagens do filme ao game, não tive como manter isso por muito tempo, até porque não tinha como...




Pois é, os distribuidores picaretas conseguiram me enganar, trocando o logo original por um parecido do game, tentando pegar carona com o sucesso do arcade e com o futuro filme que estava sendo pensado e foi lançado dois anos depois. Provavelmente eu não fui o único tonto a cair nesse ''golpe'', mas tudo bem, passou...

Enfim, a sinopse é mais ou menos assim, Ogawa (Gerald Okamura) é o líder da máfia local responsável por contrabando de muambas dentro de cadáveres e ainda promove lutas ilegais, recrutando perigosos lutadores que não tem nada a perder, nem a temer.
Jack Tanner (Gary Daniels), que era lutador de Ogawa, recebe uma ligação desesperada de sua mãe e agora tenta salvar a vida de seu irmão Randy Tanner (Ian Jacklin), que faz parte da máfia e namora a filha do chefão.




O filme até tenta ter umas reviravoltas no enredo, podendo causar até uma certa surpresa mas não espere nada inovador. Daniels é um ótimo lutador, mas como ator é apenas comum (é claro, não podemos esperar mais que isso), talvez se tivesse uma pitada a mais de profissionalismo poderia sair um produto melhor.

Mas o que é estranho, é que tem lutas realmente boas, enquanto outras (para falar a verdade, a maioria) parecem que foram coreografadas pelo Jaime Marcelo (não sabem quem é ? Procurem por esse picareta no Google).




Por curiosidade, segue uma das capas originais:


Vamos falar de Gary Daniels, que nasceu em Londres em 1963 e também foi lutador profissional. Após assistir ''Operação Dragão'' de Bruce Lee, se inspirou e começou a treinar artes marciais, na época tinha 8 anos. Começou treinando uma arte chamada Kung Fu Mongol, que mistura além de Kung Fu, Boxe, Wrestling e Wushu. Com 12 anos entrou para o TaeKwonDo e em apenas 3 anos se graduou na faixa preta. Aos 16 anos, com 2º dan, começou a disputar torneios internacionais de TaeKwonDo. Devido a sua pouca experiencia tinha um estilo muito agressivo mas também ''sujo'', que causou algumas derrotas por desclassificação.
Nesse meio tempo, começou a treinar também, Kickboxing, Muay Thai e Wing Chun.

Seus títulos foram:
- Professional Karate Association
PKA World Light Heavyweight Championship
- World Kick Boxing Association
WKBA California State Light Heavyweight Championship

Seu cartel no kickboxing é muito bom, com 35 vitorias sendo 34 por nocaute e apenas 5 derrotas. Em 1991 fez uma luta exibição contra Don ''The Dragon'' Wilson. Se aposentou das lutas em 1993, voltou em 2008 e aí parou de vez.

Daniels começou atuando nas Filipinas em dois filmes de baixíssimo orçamento, chamados ''Final Reprisal'' e ''The Secret of King Mahis Island'' até porque não estou contando a ponta que fez na comédia ''Dragnet - Desafiando o Perigo'' com Dan Aykroyd e Tom Hanks. Seu primeiro filme sendo o protagonista foi ''Capital Punishment'' de 1991.

Em 1993 fez um vilão em ''City Hunter - O Caçador de Encrencas'' com Jackie Chan. Esse filme é conhecido pela cena onde Chan se transforma em vários lutadores de Street Fighter e Daniels é o Ken. Não conhece o filme ? Confere abaixo a cena citada:

video

PS: Um detalhe para os mais atentos, notarão que o personagem ''E. Honda'' ficou como ''E.Honde'' ? Isso é devido a Jackie Chan ter parceria com a Mitsubishi, concorrente da Honda.

Voltando, Daniels tomou gosto por atuar e fez diversos filmes de porrada, tendo como parceiro Steven Seagal em ''Submerged''; Don ''The Dragon'' Wilson em ''Ring of Fire'' e ''A Vingança de um Kickboxer 4'' (daquele tempo que os filmes de porrada lançado no Brasil tinha que ter ''kickboxer'' no nome); com Dolph Lundgren em ''Retrograde''. Esteve no primeiro ''Mercenários'' e na bomba Tekken além de sua sequencia como o cyborg Bryan Fury. Outro filme conhecido que participou foi ''Guerreiro da Estrela Polar'', baseado no anime ''Hokuto no Ken''.

Como Bryan Fury em ''Tekken''.

Esteve cotado para ser o Johnny Cage no filme do game ''Mortal Kombat'' e no papel principal da serie ''Highlander'', que infelizmente para seus fãs, perdeu ambos.
Além de atuar, ainda fez trabalhos como coreografo de cenas de luta, produziu e ainda foi duble em alguns filmes.

Site oficial:
http://www.garydaniels.com/

O vilão do filme é conhecido pela galera que curte filmes desse gênero, o havaiano Gerald Okamura já participou de diversos filmes, vários em participações minusculas que com certeza passa despercebido, mesmo para os mais atentos.

Não se deixe levar pela aparência, Okamura luta varias artes marciais !
Em seu currículo consta Aventureiros do Bairro Proibido, ''Massacre no Bairro Japonês'', ''Top Gang 2'', ''G.I. Joe - Origem do Cobra'', além de  episodios de ''Power Rangers'' e ''VR Troppers''. Ele também é dublê e esteve no primeiro ''Mortal Kombat'' (sem creditos), ''A Espada e os Bárbaros'', ''Assassinos de Elite'', além de filmes menores de luta.

Okamura começou a lutar Judo em 1954, depois partiu para o Aikido, Kendo e TaeKwonDo, e se dedicou ao Kung Fu onde virou faixa preta de 5º grau.

Site oficial:
http://www.geraldokamura.com/

Temos tempo para ainda falar de Ian Jacklin que também foi lutador profissional, abaixo confiram um highlight:

video

Como ator, Jacklin fez vários filmes de porrada, tendo Gary Daniels e Don ''The Dragon'' Wilson como seus maiores parceiros mas sempre de baixo orçamento. Entre seus destaques (nem tanto...) estão ''Ringue de Fogo 1 e 2'', mas em papeis diferentes, é que no original sua participação foi minuscula, já no segundo ganhou um papel maior. Também podemos encontra-lo em ''Kickboxer 3: A Arte da Guerra'', ''Kickboxer - A Grande Disputa'' (esse com outra lenda dos filmes de porrada B, Lorenzo Lamas) e ''Luta Final'', também com Lamas.

Jacklin (direita) e Lennox Lewis.

Atualmente, Jacklin se dedica a ajudar pessoas com câncer, após ter conhecido uma mulher chamada Cynthia Brooks que foi curada com métodos naturais. Após seus estudos, ele acredita que as formas de curas atuais não funcionam e podem até piorar a doença. Dedicado a isso, dirigiu um documentário intitulado como ''icurecancer.com'', inclusive contando com um site onde tem maiores informações: http://icurecancer.com/

Site oficial:
http://www.ianjacklin.com/

Para finalizar, o filme é bem comum, não espere nada demais (não queria encontrar um vencedor de Oscar aqui, né ? kkkkk), talvez uma surpresa com o final pessimista como um diferencial, mas em geral, assim como nos filmes pornos, trocam os atores e atrizes mas o resultado final é o mesmo (tudo bem, alguns até tentam inovar), aqui é mais um filme de porrada onde o que interessa é a troca de socos e chutes, até que relativamente bem coreografada nesse (ou não... kkkk) ! Em compensação, as atuações são bem canastronas, mas isso faz parte da diversão dos filmes anos 80/90. Para quem é fã de Gary Daniels (e também de Jacklin) é altamente recomendado !!!

A versão que trago para vocês é legendada em português, exclusivo FILME LIXO !

Querem ver outro filme de artes marciais mas 100% tupiniquim ? Clique aqui.

Trailer (não tem, mas curtam uma cena do filme)


Street Fighter - A Violência Urbana (American Street Fighter)
Estados Unidos
1992 - 86 minutos

Direção:
Steven Austin

Elenco:
Gary Daniels (Jake Tanner)
Gerald Okamura (Ogawa)
Ian Jacklin (Randy Tanner)
Roger Yuan (Ito)
Tracy Dali (Rose)

Download (versão legendada)
Comentários
3 Comentários

3 comentários:

  1. Como não tem nem um personagem do game street fighter!! o ator principal encarnou o ken. olhe a 5 imagem (contando com o poster) pra baixo se não é o ken.
    Como sabemos ken é um cara rico e ele aparece de terno e grava ao telefone. hehe
    Esse não foi o único filme canastrão que recebe o nome "street fighters" não lembro quantos são, mas com certeza são mais de 3 que saiu no Brasil.
    elcio

    ResponderExcluir
  2. Vi este filme ontem e você está certo, ele é um horror.

    ResponderExcluir
  3. Olá amigo o Link do Mega está ruim , poderia consertá-lo , adoro esse filme Street Fighter e gostaria de baixá-lo , seu site é ótimo

    ResponderExcluir