Google+

23 de jun de 2015

A Rota do Brilho

Filmaço policial com Alexandre Frota ! (SQN)


Com certeza o maior combatente anti drogas do cinema brasileiro é o Capitão Nascimento (Wagner Moura), sucesso mundial baseado no livro ''Elite da Tropa'', escrito pelos ex-policiais André Batista e Rodrigo Pimentel, em parceria com o antropólogo Luiz Eduardo Soares e com ex-marechal Rafael Donarto. Anos antes, mais precisamente em 1991, o Sargento Carlos (Orlando Lurial) e o Tenente Marcelo (Armando Ghioldi) em Coca: O Preço de uma Vida, tocavam o terror nos traficantes, matando quem respirassem em suas frentes.

Mas em 1990, quem a vagabundagem tinha medo era da dupla Tom (Alexandre Frota) e Nil (Marcos Manzano, sim, do Clube das Mulheres, os mais velhos devem conhecer), da narcóticos de São Paulo. Eles eram os melhores, incorruptivos e mais espertos policiais, e tinham como missão desmantelar uma quadrilha de traficantes que comandam a rota Bolívia - São Paulo.

Tom e Nil, azarando as mulheres !

A distribuição na época que não era das melhores (ainda mais com bombas como essa), foi ''resgatado'' do limbo após a ''modelo'' Lilian Ramos estar sem calcinha ao lado do presidente Itamar Franco. Pois é, muito antes da internet como conhecemos, já existia os paparazzi em busca das melhores fotos e videos dos famosos. Lilian ficou famosa por causa da foto abaixo:


Essa foto é do carnaval carioca de 1994 e fez com que muitas revistas lucrassem muito na época. Depois disso, ela foi para Itália e é tipo uma subcelebridade por lá aparecendo em programas de TV, fazendo filmes (B, é claro) e até cantando. Conseguiu essa vida boa se casando (mas já se separando) com um milionário italiano.

Aproveitando essa polemica, os produtores que não perdem tempo, relançaram o filme com novas e oportunistas capas:



Só que, Lilian Ramos aparece em poucas cenas, morrendo antes dos 30 minutos de filme. Pelo menos tem ela pelada !!!!! Enfim, questão de mercado e oportunidade, ta certo eles !

Mas ainda temos a rainha da bunda (falar bumbum é coisa de mulherzinha kkkk), Gretchen, na época estava com 31 anos e estava muito mais bonita que hoje (algo não muito difícil). Aqui ela é a artista plastica Natália. Obviamente temos a normal cena de sexo, com seu namorado Tom. Não, não é explicita seus ''mão peluda'' !!! Isso ficou para 20 anos depois !!!

OOOOOPA ! FOTO ERRADA !

Gretchen também é atriz !
Mas vamos falar um pouco do filme, né ? Essa bomba começa com Tom e Nil (que nomes de policiais, é para impor respeito !), chegando num motel onde uma garota de programa morreu de overdose de cocaína, provavelmente enviada por Pablo Escobar (isso é minha inspiração na resenha), caso corriqueiro nas ultimas semanas, segundo um colega da dupla.

Frota e Gretchen ou melhor, Tom e Natália.

Depois disso, somos apresentados a traficante Suzana, ou melhor, mulher do narcotraficante boliviano que não sei o nome (José Miziara), que por sinal fala num espanhol mais forçado que gemido de mulher em filme porno ! Ela é recebida pelo ''gerente'' do trafico, Roque (Raymundo de Souza). O interessante é como eles se apresentam, Roque dá metade de uma nota de 100 dolares e Suzana tem a outra metade, ''conferindo'' a autenticidade do encontro.

Mas agora vem uma das cenas mais hilarias do filme (e por que não da Boca do Lixo ?), o Chefe da dupla (o falecido Felipe Levy, integrante do programa ''Trapalhões'' e ator em varias pornochanchadas), ele está levando uma ''mijada'' do secretário da segurança, quando após desligar o telefone:
- Ja te comeram o rabo Tom ?
- Eu...? Que isso, chefe ? - Responde Tom.
- E a você Nilzinho ?
- Eu chefe ? Nem troca-troca eu fiz. Sou virgem ainda.
- Pois eu não sou mais, acabaram de me enrabar, e sabem que me enrabou ? O secretário da segurança publica ! - Retruca o chefe.
- Bom, pelo menos foi alguém importante, chefe. - Comenta o Tom.
É hilário !!!

O Chefe !

O filme vai se desenrolando e ficando cada mais sem nexo ja que envolve varias histórias que não se interligam, é a morte das prostitutas, é a dupla Tom e Nil tentando prender os traficantes e por ultimo temos a filha do Senador (Edgard Franco), Rose (Patricia Salgado) que aqui é uma garota de programa de luxo que se envolve com mafiosos. É cada coisa nada a ver nesse filme.

Como todo bom filme policial, é claro que aqui temos informantes, um deles é o saudoso Bim Bim, ele mesmo, figura obrigatória nos filmes do Sady Baby. Outro é o grande ator Anselmo Vasconcelos, aqui ele faz um tal de Carlão, recém saído da cadeia, numa atuação aparentemente desconfortável e com vergonha de estar ali, torcendo para seu personagem morrer logo !!!!

Tom e Nil interrogando as GPs.

Bem, e como estamos falando de um filme policial, é claro que temos tiroteios e perseguições, não é ? Claro... que não ! Devido ao baixo orçamento, o tiroteio ficou para o final em poucos minutos. Para se terem uma ideia, a verba desse filme foi tão ridícula que o principal do filme morre sem mais nem menos, um capanga chega armado em plena luz do dia num parque onde Tom está com sua namorada e é baleado, só ouvimos apenas seu grito e só !!!??? Ele desaparece e acabou o filme para Alexandre Frota, e também para Gretchen !

Mas sabem quem foi que matou Tom ? Satã, o segurança de José Mojica Marins e ator nas horas vagas, esteve varias produções da Boca do Lixo (e do próprio Mojica), foi o Sartana de Um Pistoleiro Chamado Papaco e aqui parece que ele faz o papel dele mesmo, já que seu personagem se chama... Satã, só para variar !!! Caramba, tem muitas ''joias'' nesse filme, Alexandre Frota, Marcos Manzano, Gretchen, a ''polemica'' Lilian Ramos, Satã, Bim Bim, realmente um elenco estrelar !!!

Satã.

Voltando ao Satã, ele sendo um ótimo ator que é, protagonizou uma das melhores cenas da história do cinema nacional, confiram:


E como um bom filme da Boca do Lixo, é claro que temos muitas mulheres peladas, Gretchen, a ''polemica'', Elizabeth Winkler entre outras anonimas, entre elas onde Roque cheira um pó no corpo de uma !

Ainda dá tempo de chupar uma musica de Blade Runner composta pelo Vangelis como tema quando encontraram o corpo de Suzana no rio. Pois é, pra que gastar com compositor se dá para pegar uma trilha sonora famosa e colocar no filme, não é ?

Esse FILMELIXO foi dirigido por Deni Cavalcanti que também é ator e esteve e dirigiu perolas como ''Aluga-se Moças 1 e 2'' (ambos com Rita Cadillac); ''Amelia, Mulher de Verdade'' e ''Meu Homem, meu Amante''.

Agradecimentos ao Tatuador do So Legendas Raras pela postagem.

Trailer (não tem)

A Rota do Brilho
Brasil
1990 - 87 Minutos

Direção:
Deni Cavalcanti

Elenco:
Alexandre Frota (Tom)
Marcos Manzano (Nil)
Lilian Ramos (Suzana)
Raymundo de Souza (Roque)
Elizabeth Winkler (Branca)
Anselmo Vasconcelos (Carlão)
Felipe Levy (Chefe)
Edgard Franco (Senador)
Neide Ribeiro (Lili)
Gretchen (Natalia)
Patricia Salgado (Rose)
Bim Bim (Tigrão)

Download
Comentários
12 Comentários

12 comentários:

  1. Eu assisti pedaços deste filme quando o Canal CNT tinha uma sessão de cinema no final da noite de sexta-feira, isso lá pelo final dos anos noventa.

    Este filme foi produzido quando o cinema brasileiro estava no fundo do poço. Quase nada se salva do que foi filmado no início dos anos noventa.

    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente essa época só saiu lixo, eu sou um que tinha muito preconceito com filmes Hue Hue, mas depois que me interessei por filmes trashs e toscos, comecei a dar uma ''chance'' a essas perolas ! Reconheço que o cinema nacional melhorou muito. Abs !

      Excluir
  2. É diversão pura. Recomendo para mal humorados qut tenham bom senso. Abraço, Fernando. Não esqueci do dvd.

    ResponderExcluir
  3. Este é um dos meus filmes trash brasileiros favoritos, gostaria que mais filmes trash policiais do começo da década de 90 brasileiros surgissem na net.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estou na procura, quando encontrar eu posto !

      Excluir
  4. A moça sem calcinha na foto ao lado Itamar tava mais é querendo mostrar ainda mais com uma saia curta daquelas.
    Pelo visto ela ficou se oferecendo pro homem.
    E ja a cena do segurança morrendo é hilário. hehe
    pelo visto o cabra pensou..."ja que vou morrer aqui então vou tentar prolongar o máximo possível"
    Acredito de fato ele correu risco de vida afinal qual é o diretor gagado na pobreza iria aguentar queimar alguns minutos de rolo numa cena de morte?
    Ou o ator era pago por hora de atuação. hahaha
    Só no cinema brasileiro para termos falas tão épicas como aqui mencionados.
    obrigado pelo UP!
    Elcio

    ResponderExcluir
  5. A sumida Lilian Ramos e a irreconhecível Gretchen em tempos de gostosura e belezura. Ótima postagem com resenha excelente ! Parabéns amigo FILMELIXO.

    ResponderExcluir
  6. Faça uma resenha de The Video Dead de 1987, trash dos bons...

    ResponderExcluir