Google+

29 de jan de 2017

La Metralleta

A vingança da Metralleta !


O México, terra de mulheres lindas, onde nasceram diversos grandes humoristas da história, como o Chespirito, Cantinflas, Ramon Valdez, entre outros. São vizinhos dos Estados Unidos e possuem uma cultura rica e peculiar. Possuem umas das maiores gastronomias do mundo, em termos de variedades, fortemente influenciados pelos índios e os europeus.

Nos esportes, o preferido é o futebol, com uma liga forte economicamente e dominante na America do Norte mas com resultados inexpressivos globalmente. Já sua seleção nacional geralmente fazem boas campanhas em Copas do Mundo, mas ainda não chegaram perto do titulo. Outros esportes populares são o boxe e a ''lucha libre'', as lutas combinadas. Outro evento muito popular é a charreada, que é o rodeio versão mexicana.

A sétima arte não podia ficar de fora, o cinema mexicano tem origem nos anos 20, com pouquíssimas produções feitas, assim como na década seguinte. O ''boom'' veio nos anos 40, sem a concorrência de Hollywood (que deu uma estagnada nessa época), onde chegaram a dominar o mercado da America Latina, pelo menos até meados dos anos 50, onde esse período ficou conhecia como ''Anos de Ouro''. Outro fator que ajudou, com o alinhamento dos mexicanos com os americanos na 2ª Guerra, Hollywood alugava vários equipamentos e prestava assessoria técnica a um preço muito em conta.

Diversos clássicos foram filmados como:
*Maria Candelária (1944) Vencedor em Cannes
*As Abandonadas (1944)
*Coração Torturado (1945)
*Rio Escondido (1947)
*Maclovia (1948)

Após o fim de ''ouro'', o cinema mexicano continuou muito bom, mas sem a mesma força anteriormente. Sempre surge filmes ótimos e com sucesso mundial mas agora sem a mesma frequência. Alguns exemplos:
*Viridiana (1961)
*O Anjo Exterminador (1962)
*Como Água para Chocolate (1992)
*Amores Brutos (2000)
*O Labirinto do Fauno (2006)

Talvez o diretor mexicano de maior sucesso (ou mais conhecido) seja Guilhermo del Toro, dirigindo filmes nos Estados Unidos como ''Hellboy'' (1 e 2); ''Colina Escarlate (Crimson Peak)''; Blade 2, entre outros. Como produtor esteve presente no ''Kung Fu Panda 2''; ''Não Tenha Medo do Escuro (Don't Be Afraid of the Dark''); ''Mama''; entre outros.

Mas enfim, o México também roduz perolas dignas do FILMELIXO, já trouxe o bizarro La Mujer Murcielago (com a bela Maura Monti) e agora venho com o tosco LA METRALLETA com susana Dosamantes, interpretando uma policial. Susana é atriz muito popular na America do Norte.



Diana e sua inseparável ''metralleta''

Aqui Susana é Diana, também conhecia como La Metralleta, sim, ela não desgruda de uma Uzi 9mm, por isso o apelido. Ela é uma agente da policia federal mexicana, e faz parte de uma equipe para desmantelar um cartel de drogas.

LA METRALLETA começa cheio de ação, com uma batida policial no local onde estão os vagabundos. A policia federal é do tipo que atira primeiro e pergunta depois; e após o confronto com muitos mortos e vários presos, (inclusive com um policial descendo por umas correntes, levando um tiro no peito mas ainda com forças se agarrando), um dos marginais, o Cubano (Julio Cesar Baez) consegue escapar e planeja uma vingança junto com seu chefe Constantino (Juan Gallardo) contra a Diana. Mas por que contra ela ? Enfim, coisas que não precisamos saber.

Constantino e Cubano

A vingança contra ela é através de sua irmã mais nova Sandra (Blanca Bluitron). Para piorar as coisas, o informante de Diana é morto (e na verdade por culpa dela). Enquanto não fazem nada com Sandra, ela se envolve com um cantor da noite chamado Hugo, que lhe vicia nas drogas, causando revolta em Diana. Na verdade, esse cantor de 4ª categoria (estou forçando a barra, esse cantor é o profissional Hugo Jordan e canta muito) trabalha para Constantino, entregando a moça de bandeja para ele. Mas se para cantar ele manda bem, para se vestir... Tem uma parte que ele está com roupa social e pochete !!!! Ou eu não entendo nada de moda.

O cantor galanteador e Sandra

No fim, o cantor ''vende'' Sandra para uma dupla de sadomasoquistas que acabam torturando-a e a matando. Obviamente, Diana fica arrasada e planeja vingança contra Constantino e seus comparsas. Os vagabundos vão conhecer da pior forma o porque dela ser chamada de ''La Metralleta''. Mais tarde, devido a forma das morte, o chefe de Diana, Robles (Carlos Cardán) facilmente chega a ela como a culpada dessas execuções e a manda prender.

Enquanto isso, com uma caixa de fósforos com o nome de uma casa noturna que Diana encontra em sua casa, ela chega até Hugo o fazendo confessar todas as merdas feitas, e gerando pistas para chegar aos demais membros do cartel de Constantino.

Bem, as melhores partes do filme são quando a musa La Metralleta tem que mostras suas habilidades de luta, é impressionante o que ela consegue fazer, ''malditos ninjas, mal posso ver seus movimentos''. Não esquecendo também, que em diversas partes que usa sua Uzi 9mm, ouvimos apenas os tiros, não vemos a arma disparar, é tosco demais !!! Sem contar que dificilmente sai sangue dos baleados, os tiros não perfuram paredes, nem carros, nem nada !!! Nem vou citar que os capangas de Constatino parecem ser o Mr. Magoo, não acertam um tiro nela, mesmo ela muito exposta. 





Mas uma coisa boa no filme, Susana Dosamantes que é mãe da diva mexicana Paulina Rubio (talvez com essa informação faça com que o pessoal aumente o interesse nessa bomba). Dosamantes é uma famosa atriz mexicana, atuou em mais de 60 trabalhos, incluindo filmes, series e novelas.

Paulina e Susana

E para quem não conhece sua filha, segue um videoclipe:



Mas infelizmente tenho que voltar ao filme...
Não, é melhor terminar por aqui...
Colaboração de...



Trailer (não tem)

La Metralleta
México
1990 - 77 minutos

Direção:
Roberto Schlosser

Elenco:
Susana Dosamantes (Diana ''La Metralleta'')
Carlos Cardán (Robles)
Juan Gallardo (Constantino)
Blanca Buitron (Sandra)
Julio César Báez (Cubano)
Roberto Ruy (Pitarras) 

Download (versão legendada)
Comentários
3 Comentários

3 comentários:

  1. Mais uma raridade Trash para fazer a nossa alegria. Desta vez made in México. Depois de ler a resenha do filme fica impossível não baixar e conferir. Se tivesse uns "peitinhos" seria um Trash perfeito rsrs
    Um abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza Tato, até esqueci de escrever que faltaram peitinhos nessa obra de arte !!!! Abs

      Excluir
  2. Poderiam fazer uma matéria sobre o fraquinho filme Dylan Dog e as criaturas da noite baseado na hq de terror , Dylan Dog que retorna a ser publicada em 2017 pela Editora Lorentz, e foi vencedora de 2 hq mix de melhor hq de terror. o filme é fraquinho demais mas a hq é ótima.

    ResponderExcluir