Google+

3 de ago de 2014

Horny House of Horror (Fashion Hell)

Gosta de casas de massagens ? Pense novamente =)


Esse filme junta duas coisas que os homens amam: mulheres e sexo. Mulheres bonitas e asiáticas, para aqueles que tem fetiche com as orientais. Mas o sexo aqui é apenas simulado, não espere nada explicito.
Outra coisa que alguns pode gostar: filmes gore, com muito sangue ! Aqui tem !
Então resumindo, se você gosta de mulheres + gore, esse é seu filme !

HORNY HOUSE OF HORROR é a primeira investida como diretor de Jun Tsugita num filme para o cinema, antes ele fez um filme direto para TV e um episodio de uma serie.
A experiencia dele é em escrever roteiros onde o mais conhecido entre nós talvez seja ''Mutant Squad Girls'' que foi dirigido por Noboru Iguchi, já conhecido aqui no FILMELIXO, e mais dois diretores, Yoshihiro Nishimura (de ''Suicide Club'' e Tokyo Gore Police'') e Tak Sakaguchi (de ''Shinobi'' , ''Death Trance'' e ''Portal da Ressurreição'').

A intenção de Tsugita em filmar esse longa, era fazer uma sátira e homenagem ao ''Motel Diabólico (Motel Hell)'' um trash que dividiu opiniões nos anos 80. A trama é muito simples, para não dizer simploria, três amigos, após uma partida de basebol, vão a uma casa de massagem para se ''despedir'' do amigo que vai casa e sair do time deles. Lá eles passam pelo pior momento de suas vidas !

Os três amigos.

Uma coisa que fiquei curioso é que no filme, que se passa numa ''casa de massagem'' e lá as pessoas não transam com penetração (pelo menos não é a regra), assistindo vão entender, então pesquisei como funcionava uma casa assim no Japão. O nome desse filme é uma ''pegadinha'' com o nome de como essas casas são chamadas por lá  ''fasshon herusu/fashion health'' ou mais ou menos como ''massagem para saúde''. Por lá realmente não a sexo com penetração vaginal e sim oral e masturbação. Geralmente não a banheiro para os clientes. Essas são as mais tradicionais e que se adequam as leis anti prostituições japonesas. Lá é proibido ser prostituta e ser cliente, mas como não tem sexo com penetração vaginal, ''burlam'' a lei e se tornam legais.

Mas por que citei ''penetração vaginal'' e não somente ''penetração'' ? Porque sodomia é permitido, e não é protegido por lei. Devido a isso, a pratica do sumata (masturbação com as coxas) é muito comum nessas casas. Se notarem, em filmes pornos japas com mosaicos, o anus não é cencurado, vai entender esses japoneses...
Mesmo assim, existe lugares que burlam a lei e tem sexo normalmente, mas é mais raro de encontrar. Aqui no Brasil ser prostituta não é crime, mas ter casa de prostituição é, crime de rufianismo, o vulgo cafetão/cafetina.

Aviso de um Fashion Health.

Depois de cultura inútil, vamos voltar ao filme, que começa com a ''apresentação'' do que a casa é capaz, com um cliente sendo bem cuidado pela massagista Nagisa (Saori Hara). Ela é novata no trabalho, mas faz seu serviço com muita dedicação e afeto ao cliente. Nagisa tem muito carinho e cuidado com o rapaz. Ela ainda faz um ''Sushi da Sorte'' com o órgão do coitado para depois... ***CENSURADO***

Nagisa, a novata da casa.
Os amigos então, após uma partida de basebol, que marcou a despedida de seu melhor jogador, o convencem a entrar numa ''casa de massagem'' mesmo com a resistência dele, que diz que nunca pagou por sexo. Lá são recebidos pelo gerente (Akira Murota) e apresenta as meninas de uma forma diferente, por foto e por suas bundas.


Gostei da ideia !!!
Enquanto os amigos estão escolhendo (dois deles, pois um ainda resiste em estar lá), as meninas do outro lado conversam de o que elas fizeram com clientes anteriores, coisas do tipo:
- Fiz ele enfiar um cigarro em sua uretra - entre outras coisas !
Num momento, a do meio, Nonoko (Asami), leva um beliscão de Uno (Toshi Yanagi) e ela para se vingar solta um peido ! Sim, não leve esse filme a serio !

Após as escolhas, Nonoko leva Uno para mostrar os prazeres da casa. Ela que está vstida de colegial, por baixo esconde um bizarro traje intimo. No salão de espera Nakatsu (Yuya Ishikawa) pergunta ao amigo Doshida (Wani Kansai), que se diz ''especialista'' em casas de massagem, como funciona quando a menina levar ele ao quarto. Sim, ele é bem ingenuo.
Voltando ao Uno , ele que está recebendo sexo oral, peida na cara de Nonoko, pois é, avisei para não levar a serio...
Eles se acertam e ela para se desculpar pelo primeiro peido, lhe dá um presente especial, um sexo real ! Só que ela está usando sua ''vagina dentada'' !!!!!!

Uno ganhou um presente especial...
Sai tanto sangue do pênis do coitado que provavelmente tiveram que comprar mais estoque de sangue falso para filmar as outras cenas !!!!!

Chegou a vez do carequinha Doshida, que é levado por Kaori (Mint Suzuki) a uma das piores torturas que um homem pode ter. Ele é preso nas mãos com seu bilal para fora enquanto ela dança sensualmente. Se ele ter uma ereção, tem seu bagulho decepado pelo gerente com uma espada ! Se não ter, é liberado ! É preciso dizer quem vence esse ''jogo'' ?

Você venceria esse ''jogo'' ?
E finalmente Nakatsu é levado por Nagisa para ter sua despedida de casamento que seus amigos tanto insistiram. No quarto, ele tira a roupa (não sem antes perguntar se precisa tirar a cueca kkkk) mesmo assim resiste aos encantos dela. Ele diz que tem uma mulher esperando por ele mas Nagisa avisa que precisa terminar o serviço para não ser punida. Ela sugere então para fazer uma massagem, que é aceita, mas então se ouve um grito de Doshida ! Nagisa explica finalmente qual o fundamento da perversa casa de massagem. Ambos se unem para resgatar o carequinha e Uno que milagrosamente está vivo mesmo perdendo mais sangue que todo o filme Kill Bill possa ter jorrado !

O filme vai se desenrolando e já podem imaginar o que acontece com todos, né ? Muito sangue mutilações e muito mais ! Até que no final, mesmo esse filme tendo uma história bem besta, dá pena do que Nakatsu descobre.

Se passa todo dentro da casa (exceto no inicio, quando entram nela), se fosse um filme de terror mesmo, poderia causar uma sensação claustrofóbica, mas com certeza essa não era a intenção do diretor (eu acho pelo menos).
HORNY HOUSE OF HELL diverte para quem ''entra'' no filme e goste dessas bizarrices, não é para todos os publicos, até porque algum pode gostar por exemplo de Robo Geisha, e achar esse uma merda de mal gosto.

Mesmo sendo um filme bem barato, os atores fazem um bom papel, não é aquelas atuações caricatas e ridículos de outros trashs. Com Tsugita querendo fazer uma parodia de ''Motel Diabólico'', parece que também teve inspiração em ''Jogos Mortais'', ''O Albergue'' e quem sabe até de ''Serbian Film'', mas com alguns toques de filmes asiáticos. Obviamente tem seus defeitos e clichês, mas não como já escrevi algumas vezes, não é para ser levado a serio.

As atrizes sabe de onde vieram ? As três vieram do mundo adulto japonês mas apenas uma está com carreira consolidada em filmes ''mais'' tradicionais.

Asami


A mais conhecida delas, já participou de Robo Geisha, ''The Machine Girl'', ''Mutant Girl Squad'', ''Dead Sushi'', ''Zombie Ass'', entre outros. Ela já venceu alguns prêmios adultos. Se aposentou das sacanagens em 2009 e atualmente faz filmes trash/gore.

Saori Hara

Estreou no porno em 2008 tendo mundo sucesso. Uma revista americana a classificou com a 19º atriz porno asiática de todos os tempos. Após os terremotos e tsunamis de 2011 supostamente ficou traumatizada e aposentou do estrelato indo trabalhar em um bar como garçonete. Voltou ao filmes adultos em 2013 com o pseudônimo de  Miyabi Matsunoi.

Mint Suzuki


Não tenho informações sobre essa atriz mas curiosamente é bem fácil de encontrar fotos e videos picantes no Google.

De extra, trouxe uma entrevista com o escritor e diretor Jun Tsugita traduzida do site:
http://twitchfilm.com/2011/04/writer-director-jun-tsugita-talks-the-horny-house-of-horror.html


Antes de Horny House of Horror, você trabalhou em Mutant Squad Girls. Como você chegou a esse projeto?
Eu conheço o diretor de Mutant Squad Girls, Noboru Iguchi, por muito tempo e nós costumávamos fazer pequenos filmes independentes. Eu escrevi uma série de scripts para seus filmes, e é por isso que eu me envolvi com esse projeto.

Como teve a ideia de Horny House of Horror ?
O filme em japonês é chamado de "Fashion Hell" com um extra de "S" (Fasshon Heru). E quando você transcrever-lo no sistema fonético japonês, obtém adicionando o "S" extra no final da palavra, a expressão "massagem para saúde". E a ''saúde de moda'' é o nome japonês para esse tipo de prostíbulos. Assim, a primeira ideia veio a este jogo de palavras com a saúde/inferno. E eu sempre quis fazer uma paródia do filme Motel Hell.

Em Horny House of Horror, tem enormes explosões de sangue. Será este um sinal exploitation japonês?
Claro, você sabe, as pessoas da minha geração, quando éramos crianças, teve um grande boom de filmes splatter e fomos muito influenciados por isso. Se você falar sobre filmes de exploitation japonês nos dias de hoje, você fala sobre Nishimura, que é uma lenda no meio de efeitos especiais com suas fontes de sangue. Todos os filmes de Nishimura conter explosões de sangue, mas a maneira que o sangue sai e que tipo de sangue sai difere, dependendo do projeto do filme.

Entre duas cenas sangrentas, quanto tempo leva para limpar o aparelho ?
Tentamos construir a agenda de filmagens com uma lógica cronológica começar com uma filmagem limpa, que se torna mais sujo como atirar para finalmente terminar em banho de sangue. Nós desperdiçamos muita energia entre as cenas de tiro que cobrem as câmeras com plástico. Compare com outros filmes, perdemos muito tempo entre as cenas. Tentamos poupar tempo usando lonas e materiais que são fáceis e rápidas para limpar.

Como Nishimura colabora para os efeitos especiais ?
Ele é muito atencioso o que o diretor quer. Assim, ele tenta ajustar-se ao que o diretor quer fazer e oferece todo o seu talento para o filme. Ele é muito estoico e cooperativo.

Por que você escolheu a bela Saori Hara para este filme ?
Ela é na verdade atriz de filmes pornos, mas ela está começando a fazer trabalhos mais clássicos, assim se tornou mais popular recentemente. Por causa do seu humor sexy, era perfeita para este filme, então decidi trabalhar com ela.

Horny House of Horror mistura tradições japonesas e referências ocidentais. O que você acha do exploitation internacional ?
Sim, claro, eu estava muito consciente do público fora do Japão. Eu assisti em DVD ou vídeo de uma série de filmes de faroeste de exploração e eu estava sempre com inveja da maneira como eles fazem esses filmes e gosto de fazer e vê-los. No Japão, você não tem esse tipo de cinema. Então, eu queria fazer um filme que ninguém iria gostar de assistir.

Como o filme foi recebido no Japão ?
No Japão, este tipo de filme é apenas mostrada nos cinemas uma, duas ou três vezes para eventos especiais. Então, ele tem um público muito limitado, é só os verdadeiros fãs desse tipo "filmes" que vêm para vê-lo. A maioria das pessoas assistem alugando em DVD. Eu não tenho uma resposta do público diretamente, mas eu procuro na internet as discussões sobre o meu filme e as reações dos fãs. Então, eu estou muito feliz em apresentar Horny House of Horror no festival de Bruxelas, com esse público maravilhoso.

Trailer



Horny House of Horror (Fashion Hell)
Japão
2010 - 75 minutos

Direção:
Jun Tsugita

Elenco:
Asami Sugiura (Nonoko)
Saori Hara (Nagisa)
Mint Suzuki (Kaori)
Yuya Ishikawa (Nakatsu)
Wani Kansai (Doshida)
Toshi Yanagi (Uno)
Akira Murota (Gerente)
Demo Tanaka (Boss Shitaragi)

Download (versão legendada)

Comentários
4 Comentários

4 comentários:

  1. Não tem nada a ver com o post, mas...
    Você não gostaria de saber que há um "A vingança de Jennifer" turco, não é?

    http://wipfilms.net/rape-revenge-and-criminal-cinema/intikam-kadini/

    DougTrash

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse eu comecei a traduzir mas depois parei para começar outros ''piores'' ! Vou retoma-lo até porque tem uma hora de duração, não deve demorar em traduzi-lo.

      Abs DougTrash !

      Excluir
  2. Posso recomendar um filmaço que tem a ver com essas notícias sobre o vírus Ebola? "Ebola Syndrome" com Anthony Wong!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Claro que pode, alias esse filme é muito louco !!!
      Esse filme também teve sugestão de uma leitora via Facebook.
      Postamos ele no fórum parceiro http://cinecult.forums-free.com/

      Abs.

      Excluir